PROCFIT - Gestão Orientada a Processos

Redução de Custos Empresariais: por onde começar e como ter sucesso

Os custos na corporação são os gastos envolvidos diretamente com a produção de mercadoria, como a matéria-prima, mão de obra e manutenção de máquinas. A redução de custos na empresa é um desafio necessário para enfrentar as oscilações do mercado. Isso também é fundamental porque os gastos com a produção incidem diretamente no preço dos produtos e serviços oferecidos.

Entretanto, essa economia tem que ser feita de forma bem pensada e planejada para não privar a organização do que é essencial para o desenvolvimento. Você sabe como promover uma redução de custos empresariais com sucesso? Confira nosso post e saiba mais!

Avalie a situação atual para começar a redução de custos empresariais

Antes de começar a intervenção para diminuir os custos na empresa, é preciso entender como está a situação atual, ou seja, fazer um diagnóstico. Reúna a equipe encarregada do financeiro e sistematize o quanto a organização tem dispendido com a produção nos últimos meses.

Avalie e entenda em que seu negócio está gastando muito e, principalmente, se esse gasto é essencial ou se há alternativas para reduzi-lo. Procure ouvir os colaboradores e as opiniões de pessoas de outros setores para desenvolver estratégias.

Tenha mais fornecedores

Ter acesso a mais fornecedores significa que você terá a chance de comparar e negociar melhor para conseguir descontos na compra. E isso vale por exemplo para matéria-prima e serviços de manutenção de maquinário.

Busque também, se possível, comprar itens à vista, pois os fornecedores costumam oferecer descontos e vantagens nessas condições.Caso não seja possível pagar à vista, alinhe o prazo médio de pagamento com o prazo médio de recebimento para evitar o descasamento do fluxo de caixa.

Compre materiais em conjunto

Empresas concorrentes ou complementares podem se associar para comprar materiais, produtos e matéria-prima. Com isso, os custos com logística e o valor dos produtos tendem a diminuir.

Esses bolsões de compra, além de promoverem economia, permitem uma relação de mercado mais positiva, pautada em uma competição saudável e cooperação, sem concorrência desleal.

Invista em otimização

Otimizar é realizar um processo de forma a obter o máximo de rendimento possível. Um planejamento estratégico pode canalizar muito mais os investimentos, evitando retrabalho e perdas em procedimentos desnecessários.

  • Otimização do expediente: otimizar o horário de trabalho é uma boa estratégia para reduzir custos. Sendo mais produtivo durante o expediente, o colaborador pode ficar menos tempo na empresa, o que traz mais bem-estar e maior produtividade para ele. Além disso, cumprindo com as tarefas durante o horário de trabalho, há menos horas extras, o que leva a mais economia na folha de pagamento — e nos custos de manter o escritório funcionando até mais tarde, como água e luz. Para colocar essa estratégia na prática, é importante orientar os colaboradores a evitarem redes sociais durante o trabalho, cumprirem seu almoço e pausas sem exceder esses tempo e deixarem o lazer para momentos dedicados para isso.
  • Otimização dos processos: o investimento para implantar melhorias na gestão, como eliminar trabalhos redundantes e integrar as atividades é fundamental. Outra questão importante é o desenvolvimento de projetos, delineando com cuidado seu escopo e considerando riscos. A separação entre funções e a terceirização de profissionais especializados para lidar com questões trabalhistas, contábeis e tributárias também são fundamentais na otimização dos processos.

Fique atento ao maquinário

Utilizar máquinas mais eficientes pode ajudar muito na redução de custos. Os equipamentos mais modernos, em geral, têm um consumo energético mais otimizado. Mas é bom ficar atento a outros detalhes: os colaboradores precisam receber instruções de como usar as tecnologias e os custos de manutenção precisam ser mensurados.

Em alguns casos, pode ser mais interessante alugar o maquinário da empresa. Para avaliar isso, faça análises de gastos com os instrumentos tecnológicos e compare com os dispêndios que teriam em um sistema de locação.

Aproveite os potenciais da tecnologia

A tecnologia pode ajudar muito na redução de custos na empresa. Com ela, você pode investir mais em videoconferências e contatos virtuais para poupar gastos com viagens. Além disso, o uso de softwares de gestão para organizações tem aumentado. Essas ferramentas permitem uma gestão muito mais acertada da parte financeira e de pessoal, otimizando os processos e trazendo mais praticidade e economia.

Faça um bom planejamento tributário

O planejamento tributário é uma estratégia reconhecida e legalizada para reduzir o pagamento de impostos. A própria lei oferece muitas vezes condições para as organizações pagarem menos tributos, por exemplo, com os incentivos fiscais.

Além disso, um adequado planejamento possibilita gerir melhor os impostos para pagá-los em dia, evitando multas, punições e dívidas para a empresa. Todas essas ações devem ser medidas e calculadas para que sejam efetivas e não promovam problemas. Uma boa ideia é  buscar consultorias especializadas e garantir mais eficiência e eficácia no processo.

Preste atenção à gestão de pessoas

Muitos gestores pensam que a melhor forma de cortar custos é demitir profissionais e designar as tarefas que sobram para os colaboradores que ficam. Essa estratégia é muito problemática por vários motivos.

Além de gerar medo na equipe, demitir sobrecarrega os trabalhadores, levando a estresse, conflitos e insatisfação com o emprego. Isso prejudica muito o clima organizacional e, consequentemente, a motivação e a produtividade.

A melhor estratégia é investir em um bom processo seletivo e admitir profissionais que se encaixam bem no perfil da vaga e estão alinhados com o ideal da empresa. Invista também em medidas de qualidade de vida no meio laboral para evitar a alta rotatividade.

A redução de custos empresariais é uma política de mudanças que vai estabelecer prioridades, otimizar processos e substituir medidas dispendiosas por meios que se encaixam mais no orçamento.

Para isso, é importante fazer uma análise dos custos na corporação. Com os fornecedores, é importante comparar e negociar melhores preços. Juntar-se com outras empresas na compra de materiais e produtos, investir em produtividade e realizar um planejamento tributário também são passos muito importantes.

Além de estar atento às inovações tecnológicas, é importante investir em um bom processo de recrutamento e seleção e na qualidade de vida no trabalho. Seguindo todas essas sugestões, a sua empresa certamente vai conseguir diminuir os gastos.

E então, gostou de nossas dicas para a redução de custos empresariais? Deixe o seu comentário!

Luis Mathias

Graduado em Administração de Empresas pela FASERT com MBA em Gestão Estratégica pela FGV e mais de 15 anos de experiência acumulados em administração de TI e Análise e Desenvolvimento de Sistemas para negócios e processos de controladoria que dão base à sua atuação como Gerente de Desenvolvimento na Procfit.

Adicionar Comentário

Siga-nos

Não seja tímido, entre em contato. Adoramos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos.