PROCFIT - Gestão Orientada a Processos

Os desafios do Bloco K

O bloco K se destina a prestar informações mensais da produção e respectivo consumo de insumos relativos aos estabelecimentos industriais. É exigido, a critério do Fisco, de estabelecimentos contribuintes e entrará em vigor em Janeiro de 2016 por exigência do Conselho Nacional de Política Fazendária.

Essa ferramenta contribuirá em muitos fatores, como efetuar diversos cruzamentos com base na movimentação de estoques, fornecer dados relacionados ao consumo específico padronizado, a quantidade de perdas normais do processo produtivo e da substituição de insumos para todos os produtos fabricados.

Porém, esse serviço também pode trazer ameaças à empresa em virtude da dificuldade de adequação às novas normas. No caso de empresas que não têm os controles, é necessário começar a trabalhar do zero envolvendo o mapeamento do processo produtivo, movimentações de estoque das perdas ou quebras, movimentações existentes com terceiros, ajustes de inventário, compras vendas e outras operações.

Gustavo Passagem

Formado em Engenharia de Produção na USP, com MBA em Gestão Estratégica pela FGV e pós-graduado em Logística pelo Exército Brasileiro, possui ampla experiência em Gestão de Projetos. Atuou como PMO em operadores logísticos e transportadoras nacionais e multinacionais, desenvolvendo e gerenciando projetos para empresas do ramo Farmacêutico, Automotivo, Varejo, Healthcare, Eletroeletrônico e Alimentício, como Sony, LG, Ford, Natura, VW, Scania, Officer, Ducatti, Novartis, Panarello, entre outras. Atualmente é o Gerente de PMO da Procfit.

Adicionar Comentário

Siga-nos

Não seja tímido, entre em contato. Adoramos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos.