PROCFIT - Gestão Orientada a Processos

Quais as diferenças de gestão entre as empresas de pequeno, médio e grande porte?

Pequenas e Micro Empresas

A gestão estratégica é, atualmente, um dos grandes desafios para empresários e administradores em qualquer tipo de organização. Vivemos num mercado cada vez mais competitivo e com situações imprevisíveis, o que aumenta a necessidade de manter o gerenciamento com foco constante na gestão estratégica.

Para que a empresa possa se desenvolver, é necessário conhecer a fundo seus processos, analisar como funciona a empresa e encontrar o meio certo de direciona-la para seu crescimento. Contudo, para que uma empresa possa se desenvolver, independentemente do seu porte, é preciso que todos estejam envolvidos no processo, desde os administradores até os colaboradores, entendendo cada qual sua importância e conhecendo as estratégias aplicadas e seus objetivos.

No que diz respeito ao gerenciamento das empresas de qualquer porte é preciso dar atenção aos detalhes que a tornem mais competitiva e o tamanho da empresa torna-se um fator essencial para o sucesso de sua gestão. O administrador deve compreender a fundo as diferenças entre o gerenciamento de uma micro, de uma pequena ou de uma grande empresa, podendo executar suas atividades com maior eficiência.

Entendendo a administração e a gestão

Ao mesmo tempo em que aplicamos o termo gestão, estamos utilizando como agente o administrador. No entanto, existe uma diferença entre um administrador e um gestor que deve ser contextualizada. A administração tem como significado cuidar dos negócios de uma empresa, ou seja, gerenciar aquilo que se apresenta, sendo vista como um processo de planejamento para organização, direção e controle dos recursos disponíveis (humanos, materiais, financeiros e informacionais), buscando atingir determinado objetivo.

A administração, de uma forma geral, é uma atividade pensada de forma racional, que deve ser desenvolvida com vistas à realização de um objetivo relacionado à organização social e financeira de uma empresa. Por sua vez, a gestão surgiu da necessidade de estabelecer um novo conceito de administração, expressando as mudanças ocorridas dentro da ação administrativa e superando a visão puramente técnica da administração.

O gestor, além de ser um administrador, é o responsável pelo planejamento, pela coordenação, pela organização, pela direção e controle da empresa, apresentando-se como um conceito interdisciplinar, tomando como base estratégias que possam tornar a empresa mais competitiva e não apenas administrando os recursos.

Entre os dois profissionais, o ponto comum é a responsabilidade por suas ações. No entanto, enquanto o administrador se preocupa com o momento, o gestor está, ao mesmo tempo, voltado para o presente com os olhos no futuro da empresa, focado em fazer com que suas ações se tornem o alicerce para as pretensões da empresa no futuro.

Vamos analisar algumas das principais diferenças entre as pequenas e grandes empresas:

A responsabilidade na gestão

Uma grande empresa exige uma gestão mais complexa, já que apresenta maiores divisões em setores, cada um deles exigindo a presença de um especialista para sua liderança. Assim, cada administrador se torna responsável apenas por sua área.

Na gestão de pequenas e médias empresas não existe essa estrutura, devendo o administrador comandar cada detalhe que envolve todos os processos, uma vez que não possui condições de manter um especialista em cada área.

Investimentos na gestão

Uma pequena ou média empresa pode dispor de determinado valor para colocar seu produto no mercado, enquanto que uma grande empresa poderá fazer uso de milhões de reais apenas para a divulgação nas grandes mídias.

A grande empresa, antes de lançar um novo produto, pode fazer uso de maiores verbas para pesquisa e desenvolvimento, pesquisa com os consumidores, design de embalagem, amostras grátis e divulgação nos meios de comunicações, além de estabelecer uma cadeia de fornecimento.

Nas pequenas e médias empresas, a gestão deverá ter um único responsável, que irá se envolver em todo o processo, desde a criação e a divulgação de um novo produto, dispondo também de menores recursos para todas as suas necessidades.

Velocidade na gestão

A velocidade na tomada de decisões pode ser um grande diferencial entre as empresas para conseguir novos clientes. Nesse quesito, a grande vantagem está com as empresas de pequeno porte. Como o poder de decisão está centralizado num único administrador, as decisões mais importantes são executadas com mais rapidez, agilizando os processos industriais.

Nas grandes empresas, o processo de gestão é mais demorado, já que entram em jugo os dados estatísticos, decisões compartilhadas, setores diversificados, ou seja, um maior número de protocolos. Essa condição irá resultar em atraso em decisões que podem ser cruciais, principalmente com relação à burocracia e medidas de prevenção de riscos. Até mesmo processos admissionais demoram mais nas grandes empresas, uma vez que a responsabilidade é diluída entre vários profissionais.

Estilos de gestão

As empresas de pequeno e grande porte exigem estilos de gestão diferenciados. Nas grandes empresas, as decisões são divididas entre os setores, envolvendo, por exemplo, o financeiro, vendas e o marketing, entre outros, havendo um especialista em cada setor, que irá responder à gestão superior em hierarquia. As decisões, portanto, devem ser compartilhadas.

Para as empresas de menor porte, a gestão exige um mínimo de habilidades em cada processo, tornando-se multifuncional, gerenciando toda e qualquer parte de uma mesma empresa sob a responsabilidade de apenas um administrador.

Avaliação de desempenho na gestão

Nas grandes empresas, a avaliação de desempenho dos colaboradores é um processo contínuo, medido em geral através dos gerentes dos setores e de ferramentas como feedback, relatórios de metas e pesquisas.

Para as empresas de menor porte, o desempenho é feito constantemente, de forma natural, através da observação do administrador e sem qualquer formalidade. O desempenho de um colaborador pode afetar a performance da empresa como um todo.

Conclusão

A gestão entre as empresas é o elemento chave para o seu sucesso, e isso independe do tamanho, já que todas as etapas dos processos industriais e administrativos estão voltadas para a decisão dos administradores, embora de forma diferenciada.

Enquanto os gestores das grandes empresas encontram mais recursos, sofrem com menos autonomia, ao passo que nas empresas de menor porte, com menores recursos, o poder maior de decisão apresenta suas vantagens.

Rogério Vono

Rogério Vono é Gerente Comercial da Procfit, desde Junho de 2013. Trabalhou onze anos no Bradesco como Gerente de Relacionamento e foi RM do Citibank durante 1 ano.

Adicionar Comentário

Siga-nos

Não seja tímido, entre em contato. Adoramos conhecer pessoas interessantes e fazer novos amigos.